Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

A deputada angolana Welwitschea dos Santos, filha do ex-Presidente da República José Eduardo dos Santos, diz-se difamada pela forma como foi rescindido o contrato de gestão do segundo canal da Televisão Pública de Angola (TPA).

Um sistema de contratação electrónica de bens e serviços será introduzido a curto prazo, pelo Executivo Angolano, no quadro da estratégia de melhoria da qualidade da despesa pública.

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA) considerou o atraso de um ano na apresentação do relatório de contas de 2016 daquela instituição "um recuo grande" e comprometeu-se a apresentar em tempo útil as contas de 2017.

O ministro das Finanças de Angola disse hoje que está a decorrer um diagnóstico à gestão do Fundo Soberano de Angola (FSDEA), para ao longo do primeiro semestre deste ano ser aprovada uma nova estratégia.

A Procuradoria-Geral da República vai continuar na investigar os casos “Build Angola” e BPC, para apurar a verdade material e, em consequência, fazer com que os culpados sejam responsabilizados  e os lesados ressarcidos pelos danos.

O stock da dívida externa da República de Angola está avaliado em 38,06 biliões de dólares norte-americanos, anunciou, nesta quarta-feira, o ministro das Finanças, Archer Mangueira.

O antigo capitão da Selecção Nacional de futebol Fabrice Mayeco "Akwá" aconselhou hoje, em Luanda, a uma grande responsabilidade e determinação dos jogadores angolanos, para superarem as dificuldades no CHAN2018, que se disputa de 13 deste mês a 4 de Fevereiro próximo, no Reino de Marrocos.

O Banco Nacional de Angola (BNA) decidiu que não vai desvalorizar a moeda, ao contrário do que estava a ser antecipado. Em vez disso, decidiu deixar o kwanza oscilar livremente… dentro de uma banda de flutuação.

A economia angolana apresenta uma despesa superior à receita, com resultados de sucessivos défices orçamentais, um diferencial cambial elevado, um endividamento crescente e a estagnação das taxas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), reconheceu hoje o Governo.

O ministro das Finanças de Angola admitiu hoje estar a estudar o fim da indexação do kwanza ao dólar, mas acompanhando de perto a variação da moeda para garantir que não vai flutuar de forma descontrolada.