Lusa
Lusa

Lusa

Notícias da Agência Lusa

Turismo, estudo, visitas a familiares, negócios ou tratamento médico são os principais motivos para o pedido de visto para entrada em território português.

Luanda respondeu à carta rogatória e diz que a constituição como arguido e notificação de acusação não pode ser feita porque o ex-vice-presidente goza de imunidade.

As importações feitas por Angola em 2018 deverão render aos cofres do Estado angolano 130.861 milhões de kwanzas (590 milhões de euros), aumentando 10 por cento face ao ano anterior, nas previsões feitas pelo Governo.

O diretor do departamento dos 'ratings' soberanos da agência de notação financeira Fitch, Tony Stringer, admitiu hoje à Lusa que a depreciação da moeda nacional angolana traz "dores de curto prazo", mas terá depois um efeito positivo.

julgamento da "operação Fizz", na origem da maior crise diplomática dos últimos tempos entre AngolaPortugal, começa esta segunda-feira com um grande ausente: Manuel Vicente.

O Presidente de Angola, João Lourenço, lidera a comitiva angolana que parte segunda-feira para participar no Fórum Económico de Davos, na Suíça, que inclui quatro ministros e que terá como destaque o tema do acesso à energia em África.

São Paulo - Um relatório sobre a ameaça de governos populistas autoritários, elaborado pela Human Rights Watch (HRW) e apresentado em São Paulo, aponta que a permanência do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, no cargo, levou a uma repressão brutal da dissidência no país.

Pelo menos cinco pessoas morreram e 33 ficaram feridas hoje na República Democrática do Congo (RD Congo) durante a ação das forças de segurança para dispersar manifestações, proibidas pelas autoridades, contra o Presidente Joseph Kabila, disse a ONU.

O Governo angolano está a estudar a possibilidade de encerrar nove embaixadas e 18 consulados-gerais, nomeadamente em Lisboa, Faro e Macau, além de 10 representações comerciais, incluindo em Portugal, para poupar mais de 66 milhões de dólares.

A Assembleia Nacional de Angola vai atribuir viaturas oficiais de apoio aos deputados que ainda não possuem carros, numa primeira fase, que não deverão "fugir muito da fidelização da marca da instituição", com entrega faseada nos próximos dias.