Politica

O futuro túmulo de Jonas Savimbi, fundador e líder histórico da UNITA, no cemitério de Lopitanga, no Andulo, província do Bié, já está a ser construído para que a transladação dos seus restos mortais, depositados no Luena, Moxico, desde que foi morto em combate em 2002, tenha lugar a 06 de Abril.

O Presidente angolano, João Lourenço, decretou esta segunda-feira a exoneração de Miguel Damião Gago do cargo de administrador do Fundo Soberano de Angola, indica um comunicado da Casa Civil do Presidente da República. No documento não são adiantadas as razões da exoneração de Miguel Damião Gago, nomeado por decreto a 12 de janeiro de 2018, nem o nome de um futuro substituto.

Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) condenou as interferências externas na Venezuela e reconhece Maduro como presidente democraticamente eleito

Angola é atualmente o sexto maior contribuinte da União Africana (UA), com uma quota de 8% do "orçamento regular" (de 280 milhões de dólares - 244 milhões de euros), relembrou hoje o chefe da diplomacia angolana.

O ministro das Relações Exteriores angolano defendeu hoje ser necessário "atacar as causas" do fenómeno dos refugiados e deslocados internos, tema central da cimeira da União Africana (UA), bem como encontrar meios para atenuar as consequências do "flagelo".

O deputado angolano Rafael Massanga Savimbi afirmou hoje que Angola começa a compreender as suas figuras históricas, defendendo que o pai, Jonas Savimbi, líder fundador da UNITA, se enquadra no processo de reconciliação nacional.

A UNITA defendeu, nesta quinta-feira, a promoção de um amplo debate nacional sobre a educação em Angola, para "definir as prioridades estruturantes do sector" e assegurar o "desenvolvimento sustentado do país".

O Presidente italiano, Sérgio Mattarella, elogiou hoje o "firme impulso" da agenda governativa do Presidente angolano, encorajando-o a prosseguir as reformas e manifestando "amizade leal e apoio" de Itália.

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na província angolana do Uíge deteve hoje o secretário do Governo local e o chefe de gabinete do governador da província indiciados pelos crimes de peculato e abuso de poder.