Gazeta Uigense
Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

O Governo angolano fixou o salário mínimo nacional garantido único em 21 454,10 kwanzas (68 dólares), um aumento de 30% face ao valor definido em 2017, mas insuficiente para absorver a desvalorização cambial que afeta a moeda nacional.

O Presidente de Angola preside no sábado à celebração do Dia da Libertação da África Austral, numa cerimónia em que são aguardados três chefes de Estado da região e em que João Lourenço vai condecorar vários militares angolanos.

O corte geral de energia eléctrica que se regista na cidade de Luanda, desde as 20 horas de hoje, deve-se a um problema no sistema norte.

A Procuradoria-Geral da República angolana indicou hoje que o Estado recuperou 3.300 milhões de dólares (2.870 milhões de euros) do Fundo Soberano de Angola sob gestão do empresário suíço-angolano Jean-Claude Bastos de Morais e da sua empresa.

A seleção nacional de futebol qualificou-se para o Campeonato Africano das Nações (CAN2019), ao vencer hoje, em Francistown, a similar do Botswana, por 1-0, em jogo da última jornada do grupo I.

O grupo Quantum e o Fundo Soberano de Angola chegaram a um acordo para colocar fim às disputas existentes, resultando na libertação do seu presidente e fundador, Jean-Claude Bastos de Morais, que estava em prisão preventiva em Luanda.

A atual Lei de Defesa Nacional em Angola, elaborada em 1993, durante o período de guerra, está a ser atualizada com base na prevenção de conflitos, para ser submetida à Assembleia Nacional ainda este ano, foi hoje divulgado.

A companhia sul-coreana Hyundai Motors vai instalar, "a curto prazo", em Angola uma fábrica de montagem de veículos pesados, anunciou hoje, em Luanda, o responsável pela área comercial da multinacional, Seong Kwon Han.

As taxas e comissões cobradas actualmente para todas as transacções em moeda estrangeira serão reduzidas na generalidade, no prazo de 60 dias, anunciou hoje, em Luanda, o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José Lima de Massano.

Apenas 52 por cento da população angolana tem acesso à água potável, informou, nesta sexta-feira, o Presidente da República, João Lourenço.