Gazeta Uigense
Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

Um desabamento de terra numa área de exploração artesanal de ouro na província angolana da Huíla provocou hoje pelo menos 13 mortos e existe um número indeterminado de pessoas por resgatar, indica um comunicado do Ministério do Interior de Angola.

A notícia do envolvimento de figuras do MPLA nos investimentos privados realizados com "avultados fundos públicos", na ordem dos 4,7 bilhões, "não vai criar uma crise interna no seio do partido", diz Paulo Pombolo, secretário para a informação dos "camaradas".

Angola registou mais 100 mil desempregados desde 2014 que não contam com qualquer proteção social do Estado, indicou hoje, em Luanda, a União Nacional de Trabalhadores Angolanos - Confederação Sindical (UNTA-CS).

O Governo pretende que as empresas passem a ser operadoras e no futuro levá-las para a bolsa ou, no caso de uma delas, uma privatização quase total.

A TAAG Linhas Aéreas de Angola vai manter a encomenda de 14 aviões Boeing, incluindo das 6 aeronaves dos modelos 737 Max, cuja actual frota de 371 aviões está suspensa desde o final do dia de quarta-feira, dia 13, na sequência do segundo acidente fatal em menos de cinco meses, que no domingo vitimou 157 pessoas num voo da Ethiopian Airlines com destino ao Quénia.

O secretário de Estado norte-americano anunciou hoje a proibição dos vistos de entrada no país aos membros do Tribunal Penal Internacional (TPI) envolvidos na investigação de violações de direitos humanos cometidos por tropas norte-americanas.

A morte da zungueira Juliana Kafrique, no passado dia 12 de Março por um agente da Polícia Nacional no bairro Rocha Pinto, em Luanda, mereceu esta sexta-feira a condenação da vice-presidente do MPLA, Luísa Damião.

A UNITA admitiu hoje que os atrasos nos exames de DNA dos restos mortais do fundador do partido angolano, Jonas Savimbi, e a necessidade de organizar as cerimónias podem adiar as exéquias fúnebres, ainda formalmente agendadas para 06 de abril.

As autoridades policiais, em Luanda, aconselharam hoje, sexta-feira, as vítimas de agressão a denunciarem o facto de imediato logo que se registe o primeiro sinal de violência doméstica.

Pelo menos 49 pessoas morreram e outras 48 ficaram feridas nesta sexta-feira (15) em ataques contra duas mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia. Segundo a polícia, quatro suspeitos foram detidos.