Angop
Angop

Angop

Jornalista Joao Lutonadio da Bragança

 

Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

Uíge - Uma recém-nascida foi encontrada morta hoje, sexta-feira, no leito do rio Candombe, cidade do Uíge, pela população.

Uma luva para a PGR

Janeiro 12, 2018

Maria Luísa Abrantes é uma cidadã angolana, jurista de formação e advogada de profissão. Chegou a ser directora da extinta Agência Nacional de Investimento Privado, teve, antes, uma passagem pelos Estados Unidos onde representou interesses diplomáticos comerciais e económicos do país. Conseguiu uma inclusão num “board” bancário de homens e mulheres de negócios influentes no continente africano.

Sedrick de Carvalho foi detido no tempo de José Eduardo dos Santos. Chamou as eleições presidenciais um simulacro e agora, apesar das mudanças promovidas no país, mantém a opinião.

Integra da entrevista coletiva do presidente de Angola, João Lourenço, a jornalistas nacionais e estrangeiros, realizada segunda-feira (08), em Luanda, e divulgada pela agência estatal de notícias Angop.

O kwanza angolano fechou hoje com uma depreciação total de 16% face ao euro, passando a moeda europeia a ser a referência para o mercado de câmbios de Angola, no âmbito do novo regime flutuante cambial em vigor.

Vinte e um casos de cólera deram entrada, nas últimas 24 horas, no Centro de Tratamento da doença, na cidade do Uíge, elevando-se para 271 o número de casos, com nove óbitos registados desde o surgimento do surto, a 21 de Dezembro último, nos arredores da capital da província , informou hoje (segunda-feira) a directora províncial da Saúde, Madalena Diogo.

O avançado angolano Gelson Dala treinou ontem, pela segunda vez, no Estádio dos Arcos, com o plantel do Rio Ave, depois de ter sido apresentado aos jogadores e equipa técnica, na quinta-feira.

A defecação feita por pessoas com cólera em pontos que dão acesso ao canal de distribuição de água é uma das causas do surgimento do surto na cidade do Uíge, declarou  a ministra da Saúde, no final de uma reunião multissectorial.

O ministro do Interior, Ângelo Veiga, denunciou, ontem, em Luanda, a existência de notícias falsas publicadas pelo correspondente em Angola do jornal português “Expresso”, um problema que, na sua opinião, pode colocar em causa a segurança e a ordem públicas.

A escassez de combustível que se regista nas bombas de abastecimento há uma semana na província do Uíge está a causar a especulação de preços do taxi e autocarros que circulam na região.

Página 1 de 2