×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Os jogadores do Saurimo FC, lanterna-vermelha do campeonato de futebol angolano, entraram hoje em greve por tempo indeterminado devido a seis meses de salários em atraso e à falta de pagamento de prémios de jogo.

A direção do Petro de Luanda rescindiu amigavelmente o contrato com o treinador hispano-brasileiro Beto Bianchi, alegando "incumprimento dos objetivos para que foi contratado em novembro de 2015", indica hoje um comunicado do clube.

A seleção nacional de futebol qualificou-se para o Campeonato Africano das Nações (CAN2019), ao vencer hoje, em Francistown, a similar do Botswana, por 1-0, em jogo da última jornada do grupo I.

A genialidade de Lionel Messi foi novamente vista em campo, desta vez, com um rival da Espanha. Fora de casa, o camisa 10 marcou três gols, o chamado “hat-trick”, e ajudou na goleada do Barcelona por 4 a 1 sobre o Betis, pela 28ª rodada da Liga Espanhola. Luis Suárez anotou o outro gol, e Loren descontou.

O treinador português José Mourinho foi despedido do Manchester United após a última derrota do clube frente ao Luverpool, no passado domingo. O anúncio foi feito pelo próprio clube nas redes sociais.

A seleção feminina de andebol angolana conquistou hoje em Brazzaville, na República do Congo, o 13.º título de campeã de África, ao derrotar na final o Senegal por 19-14, mantendo o pleno de sete vitórias em outros tantos jogos.

Angola recebeu e bateu hoje, em Luanda, o Burkina Faso por 2-1, com um 'bis' do boavisteiro Mateus Galiano, e relançou a esperança na qualificação para a Taça das Nações Africanas de futebol de 2019.

Selecionador da República Democrática do Congo, Florent Ibengé convocou Tresor Mputu e Chancel Mbemba do futebolista do FC Porto para o encontro com o Congo da fase de qualificação da Taça das Nações Africanas (CAN).

Angola, com uma exibição de luxo, goleou hoje, em Luanda, a Mauritânia por 4-1 e assumiu a liderança do Grupo I de apuramento para a Taça das Nações Africanas (CAN) de
Num jogo disputado no Estádio 11 de Novembro, e perante cerca de 20 mil espetadores, Angola acabou com a invencibilidade e inviolabilidade dos mauritanos, que até começaram a ganhar, com um tento de Hacen El Id, logo aos dois minutos.