×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

O secretário adjunto dos Estados Unidos para as relações com África, Matthew Harrington, disse na segunda-feira em Washington que Angola e EUA estão "no ponto de viragem de uma relação muito diferente do passado".

O departamento de estudos económicos do sul-africano Banco Standard prevê que o dólar aumente de valor face ao kwanza, chegando ao final do ano a valer 405,25 kwanzas, refletindo um aumento de 3% por mês.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) já remeteu ao Tribunal Supremo os processos-crime em que são arguidos o antigo ministro das Obras Públicas, Higino Carneiro, e o antigo director do extinto Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional (Grecima), confirmou ao Jornal de Angola uma fonte daquela instituição.

As autoridades tradicionais de Luanda manifestaram-se hoje preocupadas com a “proliferação e invasão de sobas” que “não fazem parte da linhagem” da capital angolana, referindo que a situação surge por “interesses de terceiros” por recompensas financeiras.

As dezenas de ambulâncias do Instituto Nacional de Emergências Médicas (Inema) que se encontram avariadas e parqueadas em várias zonas de Luanda, há vários anos, não foram importadas pela representante em Angola da marca Iveco.

As autoridades policiais angolanas desencorajaram hoje ( quinta-feira), em Luanda, a ocupação ilegal de residências sob pena das pessoas que assim procederem serem responsabilizadas criminalmente.

A defesa do ex-ministro dos Transportes angolano, Augusto Tomás, condenado hoje a 14 anos de prisão, disse que a decisão do tribunal visou apenas "mostrar à sociedade que as coisas mudaram".

Pelo menos 353 farmácias ilegais e/ou irregulares operam em Angola, "muitas sem licenças e outras com licenças falsificadas", anunciou hoje fonte oficial, apontando para "breve" o encerramento das mesmas, quando apenas 2.230 trabalham legalmente.

O antigo ministro dos Transportes de Angola, Augusto Tomás, foi hoje condenado a 14 anos de prisão maior e 18 meses de multa, o cúmulo jurídico de quatro crimes, incluindo peculato.

O Governo angolano continua a renegociar os termos para retomar a construção do novo aeroporto internacional de Luanda, cujas obras arrancaram em 2004.