×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

O Presidente da República, João Lourenço, reconheceu hoje, no seu discurso sobre o Estado da Nação, que, apesar do seu empenho, nos dois anos iniciais do seu mandato, ainda há muito para fazer para satisfazer as necessidades da população.

A Amnistia Internacional (AI) denunciou hoje o desvio de terras para a pecuária comercial no sul de Angola, pedindo ao Governo uma investigação sobre a retirada de terrenos às comunidades locais, que estão ameaçadas pela fome.

A polícia angolana carregou hoje sobre um grupo de manifestantes, que foram já dispersados quando tentaram chegar à Assembleia Nacional, onde o Presidente angolano, João Lourenço, discursa sobre o Estado da nação, na abertura do novo ano legislativo.

A empresária angolana Isabel dos Santos afirma que aceitou liderar a Sonangol porque era "preciso salvar" a petrolífera e não para "resolver problemas financeiros" seus ou da família, negando ainda ter ordenado qualquer transferência depois de afastada de funções.

Isabel dos Santos queixa-se da dificuldade em investir e trabalhar em Angola e garante que todo o seu investimento é privado, o que, diz, a levou a fazer muitas dívidas.

O presidente de Angola felicitou hoje o primeiro-ministro da Etiópia, pela atribuição do Nobel da Paz e considerou-o como "um exemplo inspirador" a ser seguido por líderes e figuras políticas africanas.

O candidato à liderança da UNITA, maior partido da oposição angolana, Adalberto da Costa Júnior, disse hoje que foi já emitida a certidão que comprova a sua renúncia à nacionalidade portuguesa.

Um avião da companhia nacional de bandeira - TAAG -, do tipo B 777 - 300 ER, esbarrou-se, na manhã deste sábado, contra um poste de iluminação, no Aeroporto do Porto, em Portugal, tendo de imediato se despistado, sem causar vítimas humanas.

Estudos do Centro de Investigação Científico (CEIC) da Universidade Católica estimam em cerca de USD 80 mil milhões o valor previsto para investimentos que terá sido perdido em Angola, entre 2002 e 2014, anunciou o especialista angolano em matérias de combate ao branqueamento de capitais e à corrupção, Benja Satula.

O Conselho de Ministros, reunido hoje, quinta-feira, em Luanda, em sessão ordinária, apreciou a proposta de Lei que autoriza o Banco Nacional de Angola a emitir e pôr em circulação uma nova família de notas de valor facial de duzentos, quinhentos, mil, dois mil, cinco mil e dez mil kwanzas.