×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

Recentemente, o DNIAP (Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal do Ministério Público) emitiu uma convocatória para ouvir o antigo presidente da República, José Eduardo dos Santos (JES), no âmbito de processos criminais que estão em curso.

Um funcionário da agência do Banco de Poupança e crédito (BPC) na cidade do Uíge encontra-se detido desde a semana passada, acusado de desvio de mais de 12 milhões de Kwanzas das contas de clientes falecidos e de funcionários públicos.

O consenso dominou, hoje, as discussões na especialidade da proposta de Lei da Tutela Administrativa sobre as Autarquias Locais, com a junção dos dois documentos do executivo angolano e da UNITA, o maior partido da oposição.

Uma mulher apertou o órgão genital de um cidadão de 45 anos até a morte, acto ocorrido nos arredores do Quilómetro 30, município de Viana, em Luanda, no final de semana, alegadamente pelo facto de o homem ter puxado o pano com que se cobria, quando fazia as necessidades fisiológicas.

O deputado da UNITA Massanga Savimbi encorajou na cidade de Saurimo, Lunda-Sul, os militantes do partido a participarem de forma activa nas primeiras eleições autárquicas do país.

O político Abel Chivukuvuku agradeceu, em Luanda, o apoio dos militantes provenientes de vários pontos do país pela contribuição na constituição do seu novo projecto político, o Partido de Renascimento Angolano - Juntos por Angola (PRA-JA).

Cento e cinquenta cursos de pós-graduações, sendo 11 de doutoramento, foram criados no país pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência Tecnologia e Inovação, informou, nesta segunda-feira, em Luanda, o director Nacional para a Formação Pós-graduação, Emanuel Catumbela.

O ministro da Administração do Território e Reforma do Estado disse hoje que se mantém a posição do Governo para o princípio do gradualismo na criação das autarquias em Angola, mas também continuam "os esforços de buscar consensos".

O ministro da Construção e Obras Públicas angolano, Manuel Tavares Almeida, considerou hoje que "durante 40 anos o país foi governado de improviso", defendendo "esforços" para se criar "instituições competentes e sustentáveis" para governar o país.

Filomeno Fortes, especialista em malária e doenças tropicais, foi eleito por unanimidade a 31 de julho após concurso internacional.