×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

A comissão instaladora do Partido do Renascimento Angolano "PRA JA- Servir Angola" espera recolher mais de mil e 500 assinaturas na província da Lunda Sul, onde lançou nesta segunda-feira uma campanha de recolha de subscrições para a sua legalização no Tribunal Constitucional (TC).

O Tribunal Constitucional deferiu "o pedido de credenciamento da comissão instaladora para a inscrição do partido político de Abel Chivukuvuku", denominado PRA-JA Servir Angola, foi divulgado.

A Comissão Instaladora do novo projecto político de Abel Chivukuvuku, denominada PRA-JA, alterou essa denominação para “PRA-JA Servir Angola, atendendo ao despacho do Tribunal Constitucional que impunha alteração da sigla para evitar confusão com outra já existente.

O político nega qualquer ligação a empresária Isabel dos Santos, na sequência dos últimos rumores que a apontavam entre os apoiantes do Partido do Renascimento Angolano - Juntos por Angola (PRA-JA).

O político Abel Chivukuvuku agradeceu, em Luanda, o apoio dos militantes provenientes de vários pontos do país pela contribuição na constituição do seu novo projecto político, o Partido de Renascimento Angolano - Juntos por Angola (PRA-JA).

Página 1 de 2

Previsão do Tempo

Uige