×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

Três das várias alas da FNLA rubricaram hoje (sexta-feira), em Luanda, um pacto de entendimento para pôr fim às cisões que duram há cerca de 20 anos, afectando a afirmação política desse partido actualmente com um assento no Parlamento.

A UNITA, maior partido da oposição em Angola, questionou hoje se o país tem dinheiro para organizar as primeiras eleições autárquicas em 2020, defendendo “os consensos necessários” para que as autarquias sejam constituídas em simultâneo em todos os municípios.

A moeda angolana voltou hoje a desvalorizar e transacionava hoje em 455,21 kwanzas face ao dólar, um dia depois do anúncio da liberalização da taxa de câmbio, segundo os dados oficiais divulgados pelo Banco Nacional de Angola (BNA).

Banco Central ajustou de 17% para 22% o coeficiente de reservas obrigatórias para moeda nacional. Ou seja, ao mesmo tempo que liberaliza a taxa de câmbio, o BNA entende que há excesso de Kwanzas no mercado.

O Banco Nacional de Angola deixou de impor o limite de uma variação máxima de 2% nos leilões de divisas que realiza diariamente, permitindo assim que a moeda nacional oscilasse livremente, segundo o regulador financeiro.

Isabel dos Santos veio a público reagir à notícia de que a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola terá instaurado um processo criminal contra a empresária.

O professor universitário Domingos da Cruz disse hoje à Lusa que não há medidas concretas em Angola para melhorar a vida dos cidadãos, considerando que as reformas lançadas por João Lourenço não mostram uma estratégia económica.

O filho do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos acusado dos crimes de peculato e branqueamento de capitais prescindiu dos serviços da sociedade de advogados que o representava e requereu um defensor oficioso.

Cidadãos angolanos em Portugal vão ser os primeiros a beneficiar do processo de regularização do registo civil e atribuição do Bilhete de Identidade, preocupação que levantam há vários anos, anunciou hoje o Governo de Angola.

A moeda nacional angolana perdeu 15,8% este mês, segundo os dados oficiais do Banco Nacional de Angola, que reviu novamente os câmbios esta tarde, o que arrastou o kwanza para uma perda de 31,3% desde janeiro.

+ Lidos

Error: No articles to display

Previsão do Tempo

Uige