×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

O líder do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder, acusou hoje supostos militantes do partido de estarem por detrás de uma campanha que visa a intoxicação e destabilização do país.

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, colocou hoje o programa de reestruturação das Forças Armadas como uma prioridade do governo, dotando-as de "meios técnicos e equipamentos modernos" que permitam uma "permanente prontidão operacional".

A nova ministra da Educação, Ana Tuavanje Elias, elegeu hoje a qualidade do ensino como a sua principal prioridade numa área que disse ser "fundamental, mas que está numa situação crítica".

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, que deixa a liderança do principal partido da oposição em Angola após a eleição do seu sucessor, em novembro, anunciou que vai continuar na política e regressar ao parlamento, admitindo candidatar-se nas autárquicas.

O presidente de Angola anunciou esta terça-feira a decisão de demitir o ministro das Finanças, Archer Mangueira . O seu lugar vai ser ocupado por antiga secretária de Estado para as Finanças e Tesouro  Vera Santos Daves.

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, confirmou, nesta terça-feira, em Luanda, o abandono da liderança do partido.

O Governo angolano vai investir 500 milhões de euros na construção de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água potável nas sedes das províncias de Luanda, Benguela, Malanje, Moxico, Cuanza Norte, Uíge e Huíla, a partir do segundo semestre de 2020, altura que arrancam as obras.

O general Abílio Kamalata Numa, segundo dirigente da UNITA a formalizar a candidatura à liderança do principal partido da oposição em Angola, defendeu hoje ser o candidato "mais bem preparado" e o que melhor representa "os militantes sem voz".

Quatro militantes formalizaram, hoje (segunda-feira), as suas candidaturas para o cargo de presidente do partido UNITA entregando a documentação junto da comissão de mandatos do próximo congresso.