Print this page

Morreu músico angolano Carlos Burity em Luanda

Tinha 67 anos e foi autor de alguns dos maiores sucessos da música angolana, como “Malalanza” e “Tia Joaquina”. Interpretou ainda sucessos como “Paxi Iami” e “Canção Nostalgia”.

A música angolana está de luto. Morreu nesta quarta-feira o cantor angolano Carlos Burity, vítima de doença prolongada.

A notícia está a ser avançada pela imprensa de Angola, citando o agente do músico, Maló Jaime, e o diretor geral da Cultura, Euclides Barros da Lomba.

Carlos Burity morreu na Clínica Girassol, onde deu entrada nas Urgências já em estado grave. Tinha 67 anos.

“Recebemos a triste notícia proveniente da família e nós, setor da Cultura, estamos já a preparar-nos para possíveis apoios necessários”, afirmou Euclides Barros da Lomba, num tom bastante consternado.

Carlos Fernandes Burity Gaspar nasceu em Luanda em 1952 e iniciou na música em 1968. Em 1974, gravou sucessos como " Ixi Iami" e "Recado".

Em 1974 grava, com o Grupo Semba, uma selecção de músicos angolanos que ficou na história da Música Popular Angolana, o seu primeiro single, que inclui os temas “Ixi Iami” e “Recado”.

Um ano mais tarde, surge no mercado o single “Inveja” e “Memória de Nelito”. O album “Especulador” marca a entrada de Carlos Burity no universo da música de intervenção.

Em 1983, o músico junta-se ao “Canto Livre de Angola”, um projeto do cantor brasileiro Martinho da Vila e do empresário Fernando Faro, que levou ao Brasil nomes como Filipe Mukenga, André Mingas, Dina Santos, Pedrito, Elias dia Kimuezo, Rebita do Mestre Geraldo, Mamukueno e Joy Artur.

Carlos Burity é autor de sucessos como “Malalanza”, “Tia Joaquina”, “Tona Cashi”, “Manazinha” e “Mucangiami”, bem como “Paxi Iami” e “Canção Nostalgia”.

São ainda da sua responsabilidade os albuns "Wanga", "Ginginda", "Massemba", "Zuela o Kidi", "Paxi Iami" e “Malalanza”.

No início da semana, morreu um outro músico angolano: Waldemar Bastos. Tinha 66 anos e morreu em Lisboa, vítima de cancro.

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quarta, 12 Agosto 2020 11:30
.
.
.