×

Atenção

Erro ao carregar arquivo XML

Uíge: Funcionário do BPC detido por desvio de dinheiro das contas

Um funcionário da agência do Banco de Poupança e crédito (BPC) na cidade do Uíge encontra-se detido desde a semana passada, acusado de desvio de mais de 12 milhões de Kwanzas das contas de clientes falecidos e de funcionários públicos.

Estão igualmente detidos um agente da Polícia Nacional (PN) e um indivíduo sem qualquer vínculo laboral. Os três detidos estão a ser indiciados por crimes de furto e associação criminosa.

A investigação foi provocada, segundo apurou o NJOnline, junto de fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) Uíge, depois de várias denúncias de cidadãos que alegavam registar anomalias nas contas bancárias domiciliadas no BPC, o que motivou uma investigação do SIC e culminou com a detenção dos três individuo por via de um mandado de detenção orientado pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto do SIC-Uíge.

Contactado pelo NJOnline, o magistrado do MP junto do SIC-Uíge, Manuel Serrote, revelou que os detidos em causa possuíam informação privilegiada sobre o sistema do banco.

"Eles (os detidos) eram munidos de formação financeira que lhes permitia realizar operações ilícitas nos horários em que o sistema informático do banco apresentava algum problema", disse, acrescentando que os implicados utilizavam cartões de débito para levantar o dinheiro.

"Eles (os arguidos) transferiram avultadas somas de dinheiro das contas de clientes do BPC", apontou, salientando que as operações dificilmente eram detectadas porque os implicados utilizavam "um esquema elevado de inteligência".

O magistrado fez saber ainda que os desvios avultados lesaram as contas de alguns clientes e que o SIC vai continuar a trabalhar nas investigações para apurar as verdadeiras causas que estiveram na base destes crimes. NJ

Rate this item
(0 votes)
.
.
.