Gazeta Uigense - Gazeta Uigense
Gazeta Uigense

Gazeta Uigense

João Lutonadio da Bragança

Jornalista e Redator do Diário regional Gazeta Uigense 

gazetauigense@gmail.com

O Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) reconhece o direito à greve dos seus trabalhadores, mas exige que seja respeitado o "direito de quem queira trabalhar", disse hoje à agência Lusa o porta-voz da empresa.

O activista Hitler Samussuku foi posto em liberdade nesta segunda-feira, 13, ao fim de quatro horas de interrogatórios no Serviço de Investigação Criminal (SIC), num processo, ainda em fase de investigação, no qual é acusado de ultraje ao Presidente da República.

Trabalhadores grevistas do Caminho-de-Ferro de Luanda denunciaram hoje o ferimento de pelo menos 12 colegas e a detenção de outros três numa intervenção da polícia para garantir os serviços mínimos da circulação de comboios.

A paróquia de Nossa Senhora da Fátima, em Luanda, foi assaltada durante a madrugada de hoje, por marginais que arrombaram os cofres e destruíram objectos sagrados da Igreja.

A Câmara de Comércio Internacional de Guangdon (uma província chinesa) declarou-se capaz de mobilizar investimentos para a implantação de uma unidade de montagem de automóveis no Huambo. noticiou a Angop.

O Presidente angolano, João Lourenço, aprovou o contrato comercial de construção, lançamento e colocação em órbita do satélite de observação da terra, o Angosat-3, segundo um despacho presidencial publicado no Diário da República.

“Apagar o incêndio com baldes de gasolina”. Esta imagem retrata, na perfeição, a forma desastrosa como foi gerida a maior crise de combustíveis que esta semana atingiu Angola e que culminou com o afastamento de Carlos Saturnino do cargo de presidente do Conselho de Administração da Sonangol.

O chefe de um grupo secessionista político-religioso da República Democrática do Congo (RDCongo) que fugiu da prisão há dois anos e foi detido em Kinshasa na noite de quinta-feira, foi libertado depois de 24 horas, anunciou fonte próxima do processo.

“Nos últimos tempos, mudámos a nossa política de gestão de recursos energéticos, como o petróleo e o gás, para que sirvam melhor os interesses do país e dos investidores”, afirmou o presidente angolano

Vinte e duas viaturas top de gama, desviadas por funcionários do Porto do Lobito, foram apreendidas nas últimas 72 horas por orientação da PGR, pelo Serviço Provincial de Investigação Criminal, em Benguela, soube ontem à Angop.