As autoridades angolanas encerraram já 279 casas de compra e venda de diamantes e paralisaram 122 cooperativas em sete províncias, 52 dias após o início da Operação

O Ministério da Saúde (MINSA) admitiu hoje, quarta-feira, em Luanda, haver um diagnóstico "negativo" à criança transfundida com sangue contaminado com o vírus de VIH/Sida numa das unidades hospitalares da capital do país recentemente, por erro humano.

Um ancião, de 85 anos de idade, engravidou a sua neta, de 12 anos de idade, com quem vivia no bairro Cawango, em Caxito, província do Bengo.

Um cidadão de 24 anos de idade, doente com diagnóstico de psicose alcoólica, teve morte imediata ao atirar-se hoje, terça-feira, de um sétimo andar do Hospital Central do Lubango “António Agostinho Neto”, onde estava internado há cinco dias.

A Operação Resgate está a decorrer dentro da normalidade e os resultados "são satisfatórios", disse hoje fonte policial angolana, num balanço dos primeiros sete dias da iniciativa que visa repor a autoridade do Estado no país.

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) de Angola expulsou 1.044 cidadãos estrangeiros na última semana, por "decisão judicial e administrativa", e deteve 365 cidadãos por "permanência e auxílio à imigração ilegal", foi hoje anunciado.

A organização não governamental Associação Justiça, Paz e Democracia (APJD) pediu hoje a aprovação "urgente" de um Plano Nacional de Combate à Corrupção e Impunidade, que deve contar com o apoio de todos os agentes da sociedade.

O presidente da Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola (ANATA), Geraldo Wanga, disse hoje, em declarações à Lusa, em Luanda, que a "Operação Resgate" "desempregou" mais de 2.000 taxistas que exerciam a atividade "à margem da lei".

A malária causou até 29 de outubro 6.656 mortes, de um total de 2.594.709 casos daquela que é a principal causa de morte por doença em Angola, segundo dados do Ministério da Saúde.

Página 1 de 52